Início     A Rádio     Programação     Equipe      Agenda      Fotos      Anuncie      Peça sua música
13/07/2017
Sérgio Moro diz que 'caberia cogitar' prisão de Lula, mas quis evitar 'traumas'
 
Na sentença em que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, 71, a nove anos e seis meses de prisão nesta quarta-feira (12), o juiz Sergio Moro afirmou que "até caberia cogitar" o decreto de prisão diante do comportamento de Lula, que junto de sua defesa estaria tomando medidas de intimidação ao juiz e outras autoridades.

"[Lula tem], orientado por seus advogados, adotado táticas bastante questionáveis, como de intimidação do ora julgador, com a propositura de queixa-crime improcedente, e de intimidação de outros agentes da lei, Procurador da República e Delegado, com a propositura de ações de indenização por crimes contra a honra. [...] Essas condutas são inapropriadas e revelam tentativa de intimidação da Justiça, dos agentes da lei e até da imprensa para que não cumpram o seu dever", afirmou Moro, que explicou não ter pedido a prisão de Lula por prudência.

"Até caberia cogitar a decretação da prisão preventiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Entretanto, considerando que a prisão cautelar de um ex-Presidente da República não deixa de envolver certos traumas, a prudência recomenda que se aguarde o julgamento pela Corte de Apelação."

No despacho, Moro ainda descartou ter encontrado qualquer alegria por ter condenado o petista por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá.

"A presente condenação não traz a este julgador qualquer satisfação pessoal, pelo contrário. É de todo lamentável que um ex-presidente da República seja condenado criminalmente, mas a causa disso são os crimes por ele praticados e a culpa não é da regular aplicação da lei. Prevalece, enfim, o ditado 'não importa o quão alto você esteja, a lei ainda está acima de você'", disse, em livre tradução de um ditado em inglês.

Moro ainda negou que tenha promovido uma "guerra jurídica" contra Lula.

O juiz disse que suas decisões, como a condução coercitiva de Lula, em março de 2016, e a liberação de áudios dele e da ex-presidente Dilma Rousseff, foram tomadas "no exercício regular da jurisdição".

Drible Propaganda em Goinia
Tempo em Niquelândia
Top 10
VIDINHA DE BALADA
HENRIQUE & JULIANO
MARCOS & BELUTTI
ERA EU
ZÉ NETO E CRISTIANO
CADEIRA DE AÇO
GUSTTAVO LIMA
ABRE O PORTÃO
OITAVA DOSE
MATHEUS & KAUAN
LUAN SANTANA
ACORDANDO O PRÉDIO
MARÍLIA MENDONÇA
AMANTE NÃO TEM LAR
BRUNO & MARRONE
ENQUANTO EU BRINDO VOCÊ
João Neto e Frederico
SAUDADE DO CARAMBA
SIMONE & SIMARIA - FEAT. ANITTA
LOKA
 
 
Rádio Mantiqueira AM - A CASA DOS ARTISTAS! | AM 680 KHz
Praça Silva Júnior, 184 - Centro, Niquelândia - GO / Telefax: (62) 3354-1430