Niquelândia, Goiás,
segunda-feira, dia 23 de outubro de 2017
 
11/10/2017
Motoristas de Goiás são os primeiros a receber CNH Digital
 
Os goianos Carlos Honorato Pereira, Gabriella Ferreira Almeida e Hdir Gondim foram os primeiros em todo país a receber a CNH Digital. O lançamento oficial do documento ocorreu em Brasília nesta terça-feira (10). O documento já estará disponível para o restante da população de Goiás a partir desta quarta-feira (11). Inicialmente não será cobrada nenhuma taxa para obtenção da CNH digital e o documento poderá ser baixado no celular em até 48 horas, após a solicitação.

O governador Marconi Perillo e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, fizeram o lançamento oficial do documento. Carlos é motorista da Metrobus, Gabriella é estudante e Hdir preside a Comunidade Tecnológica em Goiás. Os três tiveram a oportunidade de mostrar como funciona o documento.

Gabriella Almeida, explicou que basta apenas baixar o aplicativo, inserir o CPF, nome e um código de quatro dígitos. A jovem tem 18 anos, fez recentemente a prova para ter a CNH. Ela destacou que foram vários os benefícios com o documento digital.

“Geralmente hoje todos usam o celular. Se esquecer a CNH, tem o documento digital. O processo é muito simples. Gastei cinco minutos. Todas as vezes que usar o sistema, basta digitar sua senha. Fiquei honrada, pois fiz a prova há poucos dias e hoje estou com a CNH Digital”, afirmou Gabriella Almeida.

A carteira digital terá a mesma validade que o documento impresso. A ativação deverá ser feita no aparelho em que a CNH será salva, que será protegida por um PIN. Essa senha será exigida todas as vezes em que o acesso ao documento for requerido. O governador Marconi Perillo disse que a estrutura do Vapt Vupt já está apta pronta para atender à população que for procurar para fazer o documento digital.

marconi coletiva bsb“Goiás tem 1,7 milhões CNH. Quem optar pela CNH digital até dezembro não vai pagar. Nós temos quase 90 unidades do Vapt Vupt, todas as unidades nossas estão preparadas para a partir de amanhã (quarta-feira) para obter a CNH Digital”, destacou o governador.

O ministro das Cidades, Bruno Araújo disse que agora o desafio será de levar a CNH digital a outros estados da federação. Alagoas é um dos estados que o processo também já está bastante avançado.

“A partir de agora os brasileiros terão este documento digital. O documento em papel continua valendo, agora mais esta opção. Até fevereiro os Detrans dos outros estados deverão estar aptos para disponibilizar a CNH Digital”, afirmou Bruno Araújo.

Durante a solenidade foi reforçada a segurança e praticidade do documento digital. O presidente do Detran Goiás, Manoel Xavier, destacou que o órgão já promoveu o processo de digitalização em diversas áreas. O gestor ainda explicou ainda que o documento virtual poderá ser apresentado no lugar da carteira física, e será identificado pela leitura do QRCode ou certificado digital.

“Todas as pessoas que tirarem a CNH vão receber a física e a digital. Quem tirou a CNH a partir de maio, já com o QR Code. A digital não terá custo adicional até dezembro. A partir do ano que vem serão estabelecidos preços para os três tipos. Para a CNH digital R$ 10, R$ 32 e se pedir as duas R$ 42”, explicou Manoel Xavier. Vale ressaltar que este valor é relativo apenas a emissão do documento.

O Detran informou que para solicitar a CNH-e, o motorista já deve ter uma habilitação impressa com QR Code e se cadastrar no portal de serviços do Denatran. Caso o condutor já tiver cadastro no Sistema de Notificação Eletrônica (SNE), solução que possibilita o pagamento de multas de trânsito com 40% de desconto, não será necessário novo cadastro. A solicitação deve ser feita pelo portal com a mesma senha de cadastro do SNE.

Haverá ainda a necessidade de informar um e-mail. Para isto é importante manter atualizado a base de dados: e-mail e telefones. O cadastro será ativado com o envio de um link para o e-mail informado, solicitando que o usuário realize login no aplicativo pelo aparelho que deseja ter a CNH digital. O motorista deverá criar um Número de Identificação Pessoal (PIN), com quatro dígitos, que deverá ser memorizado para acesso posterior ao documento digital.

Drible Propaganda em Goinia