Niquelândia, Goiás,
sexta-feira, dia 28 de abril de 2017
 
18/04/2017 02:15:30
Vencedora do BBB 17, Emilly é ouvida na Delegacia da Mulher do Rio de Janeiro
Delegada quis esclarecer os acontecimentos protagonizados pela gaúcha e pelo médico Marcos Harter durante o confinamento do reality show.
 
Dando sequência à investigação de agressão que se iniciou na última semana de confinamento do Big Brother Brasil, a vencedora do reality, Emilly Araújo, foi ouvida na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá (Deam) do Rio de Janeiro. A ex-sister conversou com a delegada responsável, Márcia Noeli, nesta segunda-feira (17), por volta das 13h30.

Sem falar com fãs ou imprensa, ela saiu de lá depois de, aproximadamente, três horas, de acordo com informações do site G1.

Noeli, por outro lado, falou com os repórteres que estavam no local. Segundo ela, a Deam quer esclarecer as imagens que foram transmitidas na televisão e, para isso, o depoimento de Emilly é “fundamental”. “Em uma investigação, é importante ouvirmos todos os lados envolvidos”, assegurou.
Depoimentos

Na semana passada, um dia depois de ser expulso, Marcos foi interrogado pela delegada. À imprensa, ela esclareceu que, se a acusação de violência doméstica for comprovada durante a investigação, o médico pode pegar até três anos de reclusão.

No twitter, um dia antes de conversar com a delegada, o médico disse, em sua conta no Twitter, que estava surpreso com a situação. Além disso, ressaltou que nunca teve a intenção de machucar Emilly.
Até esta segunda-feira (17), ele e a gaúcha ainda não conversaram sobre o caso.
Drible Propaganda em Goiânia